quinta-feira, 27 de março de 2014

Raiva, raiva...

Causou isto.

4 comentários:

  1. Caro Filipe, alguma vez o Banco de Portugal acerta nas previsões que faz? E ainda há quem acredite (pois de assunto de fé se trata)?
    Em matéria de palpites, prefiro as análises do NECE (Núcleo de Estudos da Conjuntura Económica) da FCEE (Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais) da UCP (Universidade Católica Portuguesa): ao menos, sempre acertam com razoável frequência...

    ResponderEliminar
  2. Caro Filipe, quando foi a última vez que o Banco de Portugal acertou nas previsões que faz? E ainda há quem acredite (pois é de assunto de fé que se trata)?
    Em matéria de adivinhação (ou de "batalha naval" numérica), prefiro as análises do NECE (Núcleo de Estudos da Conjuntura Económica) da FCEE (Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais) da UCP (Universidade Católica Portuguesa): sempre têm grau e frequência muito razoáveis de correcção...

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. adoro ver a 'isquerda' incomodada com o 'pogresso'.
    como gostam da alimentação ficam estes versos de anónimo divulgados por NATÁLIA DO BOTEQUIM
    «Dando peidos um sujeito,
    para mim estava olhando
    dizendo de quando em quando:
    — Que me faça bom proveito!
    Eu disto não satisfeito,
    pus-me a comer, e dizendo:
    — Se você caga, eu merendo.
    E disto fizemos alarde
    assim passamos a tarde,
    ele cagando, eu comendo.»

    ResponderEliminar